Devaneios de um Caminhante Solitário

12 março, 2006

A Esperteza

Valentim quer apagar escutas do processo Apito Dourado

É natural que um criminoso, ao ver provas onde estão escarrapachados os crimes que (claramente) cometeu, queira vê-las destruídas… Será que vai conseguir? Neste País, com esta justiça, tudo é possível. Aguardemos para ver…

2 Comments:

  • Meu caro, cuidado com esses comentários. Tu, que estás em Direito, deves saber melhor do que toda a gente que há uma presunção de inocência até prova em contrário. Quando ele for julgado e condenado, veremos. Até lá,aconselho-te a teres calma. Todos somos inocentes até prova em contrário.

    By Blogger JAS, at 13 março, 2006 07:47  

  • Há certas pessoas na nossa “praça” cuja presunção de inocência é mais do que perfeitamente ilidível, até por quem não saiba o que isto quer dizer. Valentim Loureiro, do “auge” da sua “capacidade intelectual”, com as desculpas que apresenta à própria comunicação social, é claramente, um deles.
    De resto, tens toda a razão. Mas, fugindo um pouco ao “politicamente correcto”, num país mais “justo”, no mínimo, VL não estaria ainda a exercer funções nas mil e tal associações ou empresas a que preside.

    By Blogger Caminhante Solitário, at 13 março, 2006 17:39  

Enviar um comentário

<< Home