Devaneios de um Caminhante Solitário

05 junho, 2006

O Jardim Autoritário

«Esse senhor é mais um pára-quedista que veio dizer lérias e é irrelevante o que venham dizer», declarou Jardim sobre a visita de Alberto Martins.

"Quero, posso e mando", ou pelo menos o sr. João Jardim pensa que sim. Esquece-se é que a Madeira ainda não é independente. Oxalá o seja brevemente porque já não há (mesmo) paciência para tanta vulgaridade.

4 Comments:

  • Uma das realidades imutáveis é a finitude da vida. Não desesperemos.

    By Blogger Cãocompulgas, at 05 junho, 2006 22:28  

  • Sim, mas um dos principios basilares da Democracia é a rotatividade dos cargos...

    By Blogger Caminhante Solitário, at 05 junho, 2006 22:30  

  • Democracia na Madeira?!?! Sempre deixaram o "Bokassa" fazer o Carnaval que quis e, agora, percebe-se que a Madeira não é uma democracia... há anos que se previa estes desfechos... Temos um Presidente da República que, antes de mais, tem que zelar pela manutenção da Democracia em todo o território português, não é assim? Os outros não o fizeram, será que este o fará?! Duvido...

    By Blogger Cãocompulgas, at 06 junho, 2006 11:10  

  • Por muito má que a democracia esteja na Madeira, o Sr. AJJ tem sido democraticamente eleito nas últimas décadas, não tendo havido qualquer fraude nas eleições.Assim, nada pode o PR fazer.

    Se tudo correr bem, esta caricata "personagem" só poderá ser eleita mais uma vez...

    By Blogger Pedro Malaquias, at 06 junho, 2006 12:59  

Enviar um comentário

<< Home